http://blogueirashame.com.br

Da série: como tratar suas leitoras

Cena: Blogueira fica fazendo campanha contra mim (Tia Shame) no Twitter, falando de bullying, injúria e tals. Uma leitora a critica (abertamente no twitter) porque ela vivia dando alfinetadas na Lalá (na época do rolo da Zara e dos escravos, falou mal de pessoa que defende a Daslu e critica a Zara, e na época do rolo com a Jana, falou que a "Rica" tinha vestido a carapuça, que tava se achando e tal). A leitora pergunta se havia diferença entre falar no Shame e criticar a Lalá no twitter...
 Inicialmente ela falou "a diferença é que eu mostro a cara", e a leitora argumentou que não faz diferença criticar abertamente ou anonimamente; se é crime (injúria), é o mesmo crime, a única diferença é que quando não se é anônimo o ofendido pode cobrar judicialmente. 
Depois disso a blogueira disse que não sabia onde tinha criticado, disse que nem sabia quem era "Lalá Rica" (aham!). Por fim, ela deu piti, bloqueou, e falou que "Hater merece block, não sei porque dou corda". A leitora então mandou um recadão pra ela no blog criticando a postura, que é claro que não foi aceito nem respondido. Ou seja, tem que dizer amém a tudo que ela fala, não se pode discordar, porque quem discorda é HATER! 
O comentário que NÃO foi aprovado:





Os tweets da leitora:




Uma da respostas da blogayra:



O post em que a blogayra agradeceu a amigue:


Moral da história: Se você gosta de gongar os outros, não dê chilique quando gongam você.
Se escreveu ou disse alguma coisa, sustente aquilo até a morte. Quem fala e depois diz que não falou não tem caráter.
Você pode se arrepender e pedir desculpas, mas nunca diga que não falou, fica MUITO feio.
E esse negócio de só aprovar comentário de elogio é UÓ.
Seja adulta e encare as coisas de frente, não faça do seu blog mundo um lugar onde tudo é bonito, perfumado e você é linda, rica e amada. Todos nós temos defeitos e qualidades e todos estamos passíveis de erros e críticas.
Fica a dica para as blogueiras que se encaixam nesse perfil.